Mané Garrincha recebe a Final do Campeonato Brasiliense de Futebol Feminino

Neste sábado, a partir das 13h00, acontece no Mané Garrincha a final do 21º Campeonato Brasiliense de Futebol Feminino. Frente a frente estão as atuais campeãs do Minas/ICESP contra a equipe do Ceilândia Esporte Clube.

 

Na final do ano passado, o Minas bateu o Cresspom e, por isso, é o favorito a levantar mais um caneco. Ao longo da competição, o time venceu suas partidas por goleada, como quando enfrentaram o Taguatinga, logo na estreia, e venceram por 20x0. Para chegar na final, o Minas eliminou a SE do Gama em dois jogos, placar agregado de 9x2. A dirigente do clube, Nayeri Albuquerque, disse que o Minas tem um planejamento que vem desde 2015: "Nós iniciamos esse planejamento em 2015. Nesse período, selecionamos atletas, mantivemos um time base e treinamos bastante. Com a exceção de algumas jogadoras que chegaram para reforçar o grupo, estamos com as mesmas atletas há muito tempo e graças a Deus o trabalho está dando certo. Fomos campeãs no ano passado e estamos na final mais uma vez". Diferente dos times masculinos, o trabalho do Minas não vai terminar após a final: "Nós continuaremos treinando, pois o Candangão abre portas para que nós possamos disputar o Campeonato Brasileiro. Esse é o nosso objetivo. Também realizaremos seletivas com meninas das categorias sub15 e 17, duas categorias em que nós nos focaremos visando o futuro do clube", completou a dirigente.

 

Do outro lado, com menos "badalação", estão as meninas do Ceilândia. Sim, o gato preto, que também estará na final masculina, montou uma forte equipe também no feminino e vai tentar desbancar o favoritismo do Minas. Durante a primeira fase, as "Gatas" só tiveram uma derrota, exatamente para o Minas/ICESP, na segunda rodada. Depois disso, o time se achou, não perdeu mais e despachou o São Sebastião num placar agregado de 14x2. O diretor do time, Sidney Resende, conta que, para chegar à final, a trajetória não foi fácil. "É o terceiro ano seguido em que estamos representando o Ceilândia na categoria. Começamos nossa preparação há três meses, e temos um time bem jovem. Apesar disso, elas estão superando todas as dificuldades que temos, já que o time não tem patrocínio e é mantido pela própria diretoria, e estão jogando muito bem. Fomos vice-campeãs em 2015, ano passado terminamos em quarto lugar e este ano estamos novamente na final. Estamos no caminho certo", disse o dirigente. Para sacramentar o bom trabalho, o Ceilândia precisa dar um passo adiante, que seria conquistar o título. Mas Sidney sabe que não vai ser fácil: "Sabemos que o Minas está junto há muito tempo e tem um time muito forte. Mas os números falam por nós. Temos o melhor ataque, a artilheira da competição e por isso acredito que podemos competir de igual para igual." 

 

Quem for ao Mané Garrincha no sábado terá a oportunidade de acompanhar tanto a final feminina, quanto a final masculina, onde Brasiliense e Ceilândia se enfrentam. No primeiro jogo, 2x2 e a decisão está aberta, sem vantagem para nenhum dos times.

 

Mas se preferir acompanhar de casa, não tem problema. A All Sports TV transmitirá AO VIVO a final do Feminino, as partir das 13h, com a narração de Rener Lopes. Imperdível!

 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload