Com quatro touchdowns de B2, Tubarões aplica a maior goleada da história da BFA

8/7/2019

 (Victor Fialho converteu oito pontos extras na partida. Foto: Igor Alessandro)

 

Com extrema facilidade e sem deixar margem para zebra, o Tubarões do Cerrado venceu o Brasília Templários por 79x00 na primeira rodada da BFA 2019. Este é a maior diferença de pontos da era BFA e a maior vitória da história do TdC. O destaque da partida foi o wide receiver Ewandson Nunes, o B2, que anotou quatro touchdowns no jogo. O jogo aconteceu no último sábado, dia 6, na Universidade Católica de Brasília.

 

A grande diferença no placar pode ser explicada, entre outros fatores, pela superioridade nas “trincheiras”, aspecto que o time mais antigo de Brasília dominou tanto no setor ofensivo quanto defensivo. Enquanto Pedro Amorim e Jordan Moore, quarterbacks do TdC que alternaram durante o jogo, conseguiam tempo no pocket para fazer as leituras, Fernando Albert, QB do Templários não tinha proteção suficiente para realizar as jogadas, impossibilitando assim um ataque efetivo do time universitário.

 

Fernando comentou a pressão intensa da defesa do TdC. “Foi muito difícil, pois tive pouco tempo para pensar. Tive que ser rápido, olhar a minha OL e os recebedores ao mesmo tempo. Vimos que a pressão no pocket estava muito grande, então optamos por passes curtos. Mas tivemos muitos erros de execução na partida. Vamos melhorar para tentar pontuar nas próximas partidas”, disse o atleta.

 

O Tubarões contou com a estreia do novo quarterback Jordan Moore. O norte americano liderou duas campanhas ofensivas e ambos terminaram em touchdowns da equipe, sendo um terrestre, do próprio Jordan, e outro num passe de aproximadamente 25 jardas para Sedrick Lima. Pedro Amorim, jogador formado no time brasiliense e que atuou durante a maior parte do jogo, passou para outros seis touchdowns.

 

Jordan falou sobre o primeiro jogo no Brasil e ressaltou o excelente trabalho da linha ofensiva. “Fizemos o que tínhamos que fazer. Joguei um pouco para me acostumar com o sistema e com o time. Os recebedores foram bem, a linha ofensiva fiz um ótimo trabalho, o que tornou meu trabalho mais fácil. Até mesmo quando o adversário fiz blitz a linha ofensiva conseguiu segurar muito bem”, analisou Moore.

 

Quase sempre iniciando as campanhas ofensivas no campo de ataque, o Tubarões não precisou variar as jogadas em excesso para conquistar avanços significativos. No entanto a rodagem dos jogadores foi intensa e se refletiu na grande quantidade de atletas que marcaram na partida, sendo seis no total. Gabriel “Cavalo”, B2 (4x), B1, Sedrick Lima (2x), Paulo Sérgio “Playboy”, Wellington e Jordan Moore, além de um safety. O Kicker Vitor Fialho acertou oito chutes de extra point e errou apenas um. Além de uma conversão de dois pontos bem-sucedida por Cavalo.

 

Um dos responsáveis por fazer o ataque do TdC ir tão bem desde o ano passado, B2 demonstrou na partida que continua muito bem e declarou ter um objetivo pessoal na competição, além de ajudar a equipe a chegar nas finais novamente.

 

“É sempre bom fazer 4 TD’s. A minha briga é para ser o principal pontuador da BFA. Treinei muito no último mês e cheguei muito bem fisicamente. As jogadas que tive a oportunidade de receber o passe, concluí com extrema facilidade por estar bem preparado. Sabemos da qualidade técnica do nosso time e não tiramos o pé do acelerador em momento nenhum, esta é a melhor forma de respeitar o oponente”.

 

Os dois times voltam à campo no próximo dia 20. O Brasília Templários encara o Leões de Judá e Tubarões do Cerrado receberá o Campo Grande Predadores. As duas partidas acontecem em Brasília, mas locais e horários ainda não foram definidos.

 

O Tubarões lidera a divisão Centro da conferência Centro-Oeste seguido pelo Leões de Judá, que também venceu na primeira rodada. Predadores e Templários completam a divisão com uma derrota cada um.

 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload